ir para o site

Igreja abandonada vira lar contemporâneo no interior da Espanha

Fique por dentro das notícias e novidades da Bontempo.

Um bom relacionamento entre cliente e arquiteto é capaz de transformar o projeto em algo absolutamente inesperado e encantador. Quando as duas partes se unem e trabalham em harmonia, isso pode levar à belas materializações e um resultado final digno de premiação. Demonstrando esse equilíbrio perfeito está o escritório Garmendia Cordero Arquitectos e o cliente Tas Careaga. Juntos, eles transformaram uma pequena igreja abandonada em Sopuerta, no norte da Espanha, em uma casa sob medida que é muito apropriadamente chamada de “a igreja de Tas”.

Os responsáveis pela revitalização do prédio atribuem três conceitos fundamentais ao processo de renovação: a história, o cliente e o projeto entendido como prólogo. A igreja ocupa uma posição privilegiada em um local cercado por montanhas e vegetação exuberante. A construção religiosa data da segunda metade do século XVI, mas no final do século XVIII foi remodelada, ganhando ainda mais altura – nessa época, um campanário e bebedouro também foram adicionados.

As modificações necessárias para transformar a igreja em lar foram percebidas logo no início: o local precisava urgentemente de reparos devido a um telhado que desabou e também a instabilidade estrutural que preocupava. Ao invés de perder o caráter original da arquitetura, eles resolveram renová-la da forma mais sensível possível, intervindo apenas quando fosse absolutamente necessário.

nerea moreno | @nemoreno__

A residência final cobre as paredes de pedra originais com inserções contemporâneas. Na entrada, uma porta de metal afirma o contraste entre o antigo e o novo, enquanto no interior ganhou uma nova estrutura de madeira e abundância de obras de arte pessoais que dão nova vida à igreja do século XVI. O cômodo principal, de pé-direito triplo, agora abriga uma cozinha aberta, sala de estar e sala de jantar, que se abre para um terraço generoso.

A ideia final por trás da Igreja de Tas é que ela não termina quando o projeto se encerra junto ao escritório de arquitetura: ela continuará a crescer e evoluir conforme o estilo de vida do morador. Tudo isso sem esquecer o uso anterior ou retirar os vestígios originais do edifício de 400 anos.

Apaixonante!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin

Galeria

Leia Também